• Tatiane Aires

Atividade Concorrencial em Tempos de Exceção

Estamos em meados de



2020. Estamos vivendo um dos períodos de maior exceção do século XXI.

Estamos em guerra contra um vírus letal de alta transmissibilidade, principalmente entre idosos e portadores de doenças crônicas.

As regras de cuidado para evitar o contágio são similares ao de uma gripe. Porém, problemas surgiram!

Problema 1: a sofreguidão popular para proteger a si e aos próximos acarretou em uma grande corrida na compra de produtos para sua própria proteção e dos seus entes queridos, a ponto de acabar o estoque em alguns lugares.

Problema 2: os lojistas aproveitaram a crise para majorar seus preços ou limitar a quantidade comprada por consumidor.

O problema número 1 é esperado em situações de crise globalizada! Mas, o problema número 2, não!

A atitude dos lojistas de majorar os preços é considerado ato abusivo às relações comerciais e concorrenciais de mercado, do que acarreta a atuação do Procon e do CADE.

Por exemplo, em Fortaleza/CE, a atuação criminosa desenfreada dos empresários sobre os produtos e na fabricação de máscaras e de álcool em gel acarretou em multa no valor de R$ 13 milhões de reais.

Mas, poderia ter sido pior! Poderia ter levado o empresário à prisão.

Veja que a atuação do empresário não pode fugir às regras de mercado e da concorrência saudável, mesmo em tempos de exceção.

A atuação anticoncorrencial acarreta não só sanções financeiras, como também prejuízo a sua imagem e reputação perante à sociedade e parceiros.

E o que isso tem a ver com gestão estratégica? Tudo! A adoção da gestão adequada desenvolve a postura adequada do empresário, sócios e parceiros de agir conforme a lei e a ética.

Neste momento de crise, a ética e a solidariedade passam a ser muito mais valorizadas perante a sociedade, a ponto de que a sua ausência lhe acarreta não só prejuízo reputacionais, como a de não conseguir suportar a fase de exceção e, simplesmente, falir!

Não se deixe levar pelo medo ou ambição nesta guerra contra o Corona Vírus! Seja ético! Seja conforme!